Na província de Maputo Enquanto isso, o Ministério das Finanças, desde há vários anos, está a pagar ilegalmente dois salários ao cidadão Feliz Silva, que é o porta-voz da bancada do parlamentar do partido Frelimo na Assembleia da República. “Se esperámos dois anos sem horas extraordinárias, não será por um mês ou algumas semanas que não podemos aguentar. Houve um compromisso. Chegou o dia 8 de Março, nada foi dito. Assim, decidimos deixar de dar aulas naquelas turmas.”